Flor do Tigre (Tigridia pavonia)


tigridia00A Flor do Tigre é uma planta da família das Iridáceas, sendo nativa do continente americano, ocorrendo desde o México até o Chile.

Entre os Astecas era chamada de Oceloxochitl (flor do jaguar), por sua parte central interna ter manchas como as do animal. Esta flor já era conhecida e cultivada pelos astecas há milhares de anos. No México, atualmente, é chamada de Cacomite.

No habitat natural, os bulbos são encontrados em profundidades de 3 a 15 cm na selva. Mas não se recolhe bulbos da Natureza para a reprodução, sendo esta feita através de enxertos com espécies próximas. Deve-se plantá-los a uma profundidade de cerca de 5 a 10 cm, com um distanciamento em torno de 10 cm. Deve-se ter atenção ao volume das folhas, que chegam a ter mais de 60 cm de comprimento e aparecem em considerável número.

A flor é composta por quatro grandes pétalas arredondadas nas extremidades, com a parte superior das pétalas com uma cor uniforme, e a outra parte, separada por um semi-círculo, forrada de manchas. Na parte interna possuem mais três pétalas que apresentam as mesmas manchas da parte inferior das pétalas externas, com a presença de inúmeras pintas laranja-avermelhadas. As flores podem ser vermelhas, brancas, rosas ou laranjas. As pintas laranja-avermelhadas podem variar em quantidade de uma flor para outra, sendo que algumas flores podem ter muito poucas pintas ou mesmo nenhuma.

tigridia01As flores apresentam-se em cachos, abrindo-se uma a uma, ao nascer do sol, ou umas horas mais tarde caso o dia esteja nublado. A duração da flor é de apenas um dia, sendo que em algumas variedades não chegam a durar um dia inteiro, murchando ao final da tarde as que duram mais tempo. Florescem nos meses mais quentes, e passam por um período de dormência nos meses mais frios. Após o murchamento da flor, começa a formar-se o fruto, em formato alongado separado em três gomos verticais, onde serão produzidas as sementes que também podem ser usadas para a reprodução da planta.

Precisam de um ambiente sempre úmido, fazendo-se necessário uma rega constante para um bom desenvolvimento da planta. Em alguns de seus habitats naturais vivem mesmo em áreas inundadas. Para cultivo em jardins é recomendando, no entanto, um solo bem drenado mas úmido. Necessita de sol direto para seu pleno desenvolvimento e para que as flores fiquem abertas por mais tempo.

Passam por um período de dormência nos meses mais frios, aparencendo as folhas em forma de lança sanfonada na primavera. Somente depois do aparecimento e crescimento total das folhas, aparecem as hastes que darão origem às flores. Logo após a floração, ainda antes do período de dormência, é recomendado o fim da rega.

Durante a dormência os bulbos devem ser mantidos secos. Os novos bulbos só atingem o tamanho adequado para o desenvolvimento pleno da planta após três anos. Também após três anos, os bulbos devem ser retirados da terra e replantados, eliminando os mais desenvolvidos. Os bulbos podem servir de alimento, cozidos como batatas ou transformados em farinha.

______________________________________________________________________________________________

Fontes:

Pacific Bulb Society

Pacific Bulb Society (descrição)

Suite101.com

Wikipedia (espanhol)

Anúncios

2 opiniões sobre “Flor do Tigre (Tigridia pavonia)

  1. Olá, Bom Dia

    Possuo em meu quintal, em Fortaleza-CE está espécie da cor amarelo e outra de um azul-violeta. Caso deseje posso encaminhar fotos. Li o post e há uma informação que é diferente da que observo. Já é a quita floração que presencio. Sempre saem 3, de alturas diferenciadas e as minhas duram de 3 a 4 dias mas fechando-se completamente ao entardecer. Só ao final do 4 dia é que ela murcha.

  2. Olá Pedro! Quando escrevi sobre esta flor eu vivia em Portugal. Dependendo do clima o ciclo de vida de uma planta pode ser diferente mesmo, e suas informações acrescentaram detalhes que mostram isso, cada clima um “modo de vida” diferente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s