3 Animais Extintos – Canídeos


01) Lobo-de-Hokkaido (Canis lupus hattai):

noimageO Lobo-de-Hokkaido, também conhecido como Lobo Ezo é uma das duas subespécies de Canis lupus extintas de lobos japoneses. Foi extinto em princípios do século XX.

Este lobo era endêmico do Japão, da ilha de Hokkaido.

Foi considerado uma ameaça à pecuária, que estava sendo estimulada pelo governo de então. Isto levou a uma campanha de extermínio destes lobos, através de envenenamento. Além da campanha de extermínio, seu habitat sofreu grandes modificações, assim como foram vítimas de doenças contagiosas.

Há notícias de supostos avistamentos do Lobo-de-Hokkaido até os dias atuais, mas não foi possível comprovar nenhum destes avistamentos.

____________________________________________________________________________________________

02) Lobo-de-Honshu (Canis lupus hodophilax):

canislupushodophilaxO Lobo-de-Honshu extinguiu-se em princípios do século XX, sendo que o último exemplar conhecido morreu em 1905, em Nara, Honshu, Japão.

Só era encontrado no Japão, nas ilhas de Honshu, Shikoku e Kyushu.

Era pequeno de cor cinzenta e habitava zonas montanhosas. Era o menor de todos os lobos conhecidos.

Por ter diferenças físicas muito grandes dos demais lobos, chegou a ser considerado por muitos como uma outra espécie. Foi o caso do zoólogo Yoshinori Imaizumi, que o considerou uma outra espécie. Mas a grande maiorias dos zoólogos o considera como uma subespécie de Canis lupus.

Por esta razão, de ser diferente dos demais lobos, em alguns lugares do Japão, é chamado de Yamainu, que quer dizer cachorro da montanha.

Era considerado um deus protetor da humanidade, sendo tolerado e alimentado, tornando-se assim uma espécie muito dócil com humanos. Mas com o aumento da urbanização, consumo excessivo de madeira, houve uma diminuição da oferta de comida para os animais que pertenciam à cadeia alimentar do lobo-de-Honshu. Assim, com menos oferta de alimento sua população foi decaindo. O desaparecimento deste lobo revelou sua importância para a sustentabilidade do ecossistema que habitava. Supõe-se que além das razões citadas para a diminuição da população, a caça por parte do homem assim como doenças contagiosas tenham contribuído para sua extinção, sendo a raiva a causadora final de seu desaparecimento.

Entre os anos de 1987 e 1989, e 1994 e 1995, foram feitas buscas na tentativa de encontrar algum remanescente deste lobo, mas não houve qualquer avistamento.

Só restam 8 peles, 5 animais dissecados e raras fotos deste animal.

______________________________________________________________________________________________

03) Warrah (Dusicyon australis):

dusicyonaustralisA Warrah, Guara ou Raposa-das-Falkland foi extinta em 1876.

Era endêmico das Ilhas Malvinas (Falkland), extremo sul do Oceano Atlântico, sendo o único mamífero endêmico deste arquipélago. Acredita-se que os antepassados desta espécie chegaram à ilha quando o nível do oceano estava mais baixo, e permitia a ida às atuais Malvinas por via terrestre. Com a subida do nível do oceano, acabaram por evoluir separadamente de seus parentes do continente.

Seu habitat eram as matas do arquipélago. Media cerca de 90 cm de comprimento e pesava em torno de 30 kg. Tinha pelagem espessa de cor castanha, com cauda e orelhas acinzentadas.

Supõe-se que sua alimentação era baseada em aves marinhas que nidificavam nas ilhas, além de crustáceos e crias de leões-marinhos. Vivia em bandos e era dócil em relação a humanos.

A espécie foi descrita pela primeira vez em 1690, e em 1833 Charles Darwin fez anotações sobre esta raposa, já prevendo seu desaparecimento poucas décadas depois.

No século XVIII era excessivamente caçado por sua pele. Em 1839 um grande número foi abatido em uma única expedição de caçadores dos E.U.A.. Com isto a população ficou muito reduzida. Em 1860, colonos escoceses introduziram ovelhas nas ilhas. As Warrah passaram a representar uma ameaça a estes pastores, levando a uma campanha de extermínio através de caça e envenenamento, que tornaram a espécie muito rara. O último espécime foi morto em 1876.

As causas da extinção da Warrah foram exclusivamente a ação humana.

____________________________________________________________________________________________

AnimalesExtincion.es

Arkive: Images of life on Earth

IUCN (International Union for Conservation of Nature) – website.

IUCN – Red List

The Extinction Website

Anúncios

4 opiniões sobre “3 Animais Extintos – Canídeos

  1. Bia querida.
    Primeiro isto não é um site, é um blog.
    Segundo, só se pode dizer quando algo aconteceu (em que ano) se este dado for conhecido. Se não é conhecido com exatidão, o máximo que se pode fazer é supor uma data ou época aproximada.
    E se você tivesse lido o post inteiro com a devida atenção, e não apenas esperando tudo pronto e mastigado, teria notado que dois dos animais citados neste post tem data conhecida de desaparecimento (extinção). Portanto, usando suas próprias palavras foi “explicado o ano que foi extinto”.
    Há mais posts deste estilo, com outros animais, em que se pode encontrar inclusive dia, mês e ano de falecimento do último exemplar de uma espécie extinta.
    Mais atenção ao que lê!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s