O Labirinto do Fauno


labirintodofaunoEntre 1936 e 1939 houve na Espanha uma Guerra Civil. De um lado estavam os Nacionalistas, um dos nomes pelos quais ficaram conhecidos os partidários de Francisco Franco, que defendiam o retorno da Monarquia, além de terem uma visão conservadora de como a Espanha deveria caminhar. De outro lado estavam os Governistas, que ficaram mais conhecidos por Rojos (vermelhos), por serem em sua maioria de tendências comunista, anarquista, socialista, além de defensores da República, que desejavam mudanças radicais na velha ordem que imperava. No final Franco e seus partidários ganharam a guerra, com uma ajuda da Alemanha Nazista e da Itália Fascista. O que veio depois da guerra, na minha opinião, pode ser considerado até pior do que a guerra em si. Na Guerra ainda havia alguma esperança de mudança, depois… para a grande maioria dos espanhóis, só houve fome, miséria absoluta e uma total falta de perspectiva de futuro.

No entanto, alguns resistentes ainda tentaram derrubar Franco ou ao menos enfraquecer seu poder. A resistência republicana abrigava-se nos matorrales (áreas de vegetação arbustiva e densa), espalhados por diversas regiões do país, mas isolados devido à geografia. E neste contexto, do combate à resistência e controle totalitarista franquista começa a parte real do filme O Labirinto do Fauno.

Ofelia (Ivana Baquero) e sua mãe Carmen (Ariadna Gil), no ano de 1944, viajam para o campo, onde vão se encontrar com o padrasto de Ofelia, o Capitão Vidal (Sergi Lopez). Vidal pertence ao exército do general Franco e passará por alguns percalços graças à resistência republicana que encontra-se nas redondezas.

Cena da distribuição do pão.

Cena da distribuição do pão.

Estes e outros personagens vão sendo conhecidos ao longo do filme, conforme são apresentadas suas emoções, a forma como encaram a vida e o momento no qual se encontram. Outros personagens que conhecemos nesta história são: o Fauno (Doug Jones), que revela a Ofelia sua verdadeira identidade, Mercedes (Maribel Verdú), que trabalha como cozinheira no quartel do Capitão Vidal e é irmã de um dos membros da resistência; Doctor (Alex Angulo), médico tanto dos franquistas como dos resistentes; além de Serrano (César Bea), Garcés (Manuel Solo) e Pedro (Roger Casamayor).

Neste mesmo período de tempo abrangido pelo filme, vemos Ofelia penetrar em um mundo fantástico, após descobrir um labirinto abandonado (O Labirinto do Fauno). A partir deste labirinto começa uma jornada de volta para um mundo distante ao qual, segundo conta o Fauno, Ofelia pertenceria. Enquanto Ofelia tenta retornar a este outro mundo, Vidal tenta acabar com a resistência republicana. Até que as histórias se convergem definitivamente, concluindo esta mescla de fantasia e dura realidade.

Guillermo del Toro

Guillermo del Toro

Este filme é uma co-produção mexicana e espanhola, do ano de 2006, tendo primeiramente sido lançado na Espanha, depois no México, e somente depois para o restante do planeta. As filmagens foram feitas na Espanha, na localidade de El Espinar, na província de Segóvia, entre julho e setembro de 2005. O filme é em espanhol e ganhou 3 Oscars, de melhor fotografia, melhor maquiagem e melhor direção artística.

O cineasta mexicano Guillermo del Toro, mais conhecido por filmes como Hellboy e Blade, antes deste filme também realizou A Espinha do Diabo (2001), outro filme que tem como pano de fundo a Guerra Civil Espanhola, mesclada ao imaginário de crianças vivendo em meio ao caos da guerra. A realidade mesclada à fantasia caracteriza os dois filmes, que não tem seqüência e podem ser vistos como bem se quiser, já que as histórias não são interligadas.

Os sites oficiais do filme você encontra aqui para a Espanha e aqui em inglês.

E assim começa O Labirinto do Fauno…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s