Doces Abrunhos!


Frutos do Abrunheiro (Prunus spinosa)

Frutos no Abrunheiro (Prunus spinosa)

A primeira vez que vi esta fruta, foi como na foto ao lado, azulzinha, azulzinha. Foi a primeira vez na minha vida que vi uma fruta azul. Espetáculo para meus olhos!

Perguntei prontamente o nome da fruta: Abrunho. Segurei o riso, pois na hora lembrei de um cantor português chamado Pedro Abrunhosa e já comecei a formular mentalmente algumas piadas.

Comprei meio quilo da fruta, levei para casa, lavei-as cuidadosamente. A casca fininha mudava de cor conforme o dedo encostava e, o “pozinho” azul que era a casca, ficava cor de ameixa ou preta. Mordi a frutinha com uma mistura de medo e gula. Surpresa! Por dentro ela era verde. Senti um azedinho que logo foi apagado pela doçura. É isso mesmo! Numa mordida senti um sabor que mudou do azedo ao doce como em passe de mágica, ressecando a boca e mantendo a mistura do doce e azedo. Que ameixa boa, pensei.

Mas sabe como é, caipira se deslumbra fácil. A fruta ainda estava um pouco verde! Passados uns dias tive a oportunidade de terminar meu meio quilo de abrunhos, comendo-os maduros – mas continuavam verdes por dentro pois a polpa é verde mesmo.

Depois da descoberta da fruta azul, fui conferenciar com meu pai. Como ele nunca tinha me contado que na terra dele existia uma fruta azul? E papai nem sabia do que eu estava falando…

Abrunhos maduros

Abrunhos maduros

O abrunho (endrina em espanhol) é uma fruta pequena, de casca fina e algo resistente, coberta por uma espécie de pó azulado, e formato ovalado. Tem a polpa verde e muito doce quando maduro, mas com um toque azedo como as frutas cítricas. O tamanho do fruto pode variar um pouco, dependendo do solo onde cresce a planta. Solos mais ricos dão frutos maiores e mais doces, solos mais pobres dão frutos menores e mais ácidos. O Abrunheiro (Prunus spinosa) é um arbusto que pode chegar a 4 metros de altura. É uma espécie silvestre e pode ser encontrada em toda a Europa, Ásia e norte da África.

É rico em vitamina C, e tem baixas calorias. Funciona como um excelente laxante natural, seja consumindo as frutas, seja fazendo uma infusão com as flores secas.

Da mesma família das ameixas e dos pêssegos, pode ser usado na culinária em qualquer preparado onde usaríamos ameixas, como em geléias e sucos por exemplo – desde que bem maduro.

Na Espanha, em Navarra, é feito desde o século XIX, em escala comercial, um licor chamado Pacharán, que acabou por tornar-se um licor tradicional na região. Os registros mais antigos do consumo deste licor, no entanto, remontam à Idade Média. O nome é uma versão acastelhanada da palavra basca Patxaran que, por sua vez, deriva da palavra basaran, nome que é dado à fruta neste idioma. Mas os abrunhos utilizados para a preparação do licor são os mais ácidos, pois é a acidez da fruta que dá o sabor especial a este licor. Se são muito doces, são ótimos para o consumo, mas não para a fabricação do Pacharán.

Este ano, lá por setembro/outubro, vou à caça dos abrunhos, dos graúdos e adociados para comer, pois ano passado não os encontrei. É, digamos, fruta um pouco desprezada, de menor importância, se comparada com os demais tipos de ameixas. Uma pena! Acontece que, por ser silvestre, o homem não controla sua produção. Só dá em um curto período durante o ano – e normalmente no mato. Preciso ir mais ao campo!

Quero fazer o Pacharán, por isto vou ver se tenho sorte de também encontrar os pequeninos e ácidos. Já até guardei uma receitinha. Mas se não tiver a sorte de achar esta jóia azulada, faço com ameixas mesmo. Também tem o vinagre de abrunhos, que apesar de nunca ter provado, pelo sabor da fruta, creio que seria uma excelente opção para temperar saladas.

Fica aqui as receitas para quem tiver mais sorte de achar abrunhos.

____________________________________________________________________________________________

PACHARÁN CASEIRO

Receita original em Botanical-online

Ingredientes: (para 1 litro)

750 g de abrunhos
Licor de Anis ou aguardente seca
40 g de açúcar
3 grãos de café (ou um pau de canela e alguns cravos-da-índia)

__________

Modo de Preparo:

Lavar os abrunhos e colocá-los em uma garrafa de boca larga. Encher a garrafa com o licor e a aguardente. Acrescente os grãos de café. Fechar muito em a garrafa e guardar em local seco e escuro por 3 meses no mínimo. Após este período coe em coador de pano. O licor não deve conter nenhum resíduo da fruta, ficando translúcido. Depois de pronto, servir bem frio como sobremesa.

Obs: há variações na receita, sendo o tradicional feito com licor de anis, mas pode-se variar e usar uma parte de licor e uma parte de aguardente ou só a aguardente. Os grãos de café também fazem parte da receita tradicional mas podem ser substituídos por cravo e canela.

____________________________________________________________________________________________

VINAGRE DE ABRUNHOS

Receita original em Recetas Gratis

Ingredientes:

150 g de abrunhos
1/2 litro de vinagre de vinho branco

__________

Modo de Preparo:

Lave os abrunhos, seque-os e ponha em uma garrafa ou pote de vidro. Junte o vinagre e feche bem. Guarde em lugar seco e escuro por 4 a 5 dias, agitando todo dia até que os abrunhos tenham tingido o vinagre. Após este tempo, filtrar em coador de pano e colocar em outra garrafa.

____________________________________________________________________________________________

Para saber mais sobre Abrunhos veja:

Consumer Eroski

Cultivo del Endrino en Navarra

InfoJardin (endrina)

Anúncios

6 opiniões sobre “Doces Abrunhos!

  1. Tenho um irmão que compra os abrunhos em frança já embalados, depois coloca-os num frasco de vidro e cobre-os com aguardente bagaceira.Passado uns tempos come-se o abrunho com aquele sabor da aguardente que é uma delicia. Como eu colho abrunhos, gostaria de saber como fazer para secar os abrunhos e depois fazer a mesma receita.
    Nota: Já tentei meter os abrunhos verdes dentro do frasco, mas ganham bolor.
    Obrigados.

  2. Olá Armando! Agradeço a visita e as breves dicas sobre Abrunhos.
    Vamos fazer uma troca? Você me manda um pouco de abrunhos e eu descubro como secá-los! Que tal?
    :)

  3. OIadorei a foto e tudo que voce falou sobre essa fruta mas fiquei curiosa para saber aonde compra aqui em sao paulo muito obrigada

  4. Olá Marli! Talvez um dia, quando os portugueses começarem uma produção comercial desta fruta silvestre, ou quando os espanhóis expandirem a produção comercial para exportação, talvez, encontremos em São Paulo algumas frutinhas a peso de ouro. Por enquanto vc tem que dar um passeio em Portugal ou Espanha, na época da fruta e torcer pra encontrá-la à venda. Em 7 anos que estou por estes lados só a encontrei à venda umas 3 vezes e em pequena quantidade.
    Em países hispano-americanos também há produção de abrunhos, mas não são exatamente os mesmos daqui.

  5. ola boa noite aqui em portugal e a epoca do abrunho de varias qualidades conheco 5 qualides deste fruto muito bom no qual tou neste momemto para fazer doce

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s